Bom sucesso

O Município

História

As terras onde se localiza o município de Bom Sucesso pertenciam às fazendas Catolezinho, Santo Antônio e São Bento. O povoamento do município intensificou-se em 1875, a partir de um galpão instalado no sítio Bom Sucesso, onde realizava-se uma feira livre semanalmente, bem como as missas. Neste local, conta-se que Frei Damião teria celebrado uma missa. Em 1941, foi construída a Igreja de São José.

Os pioneiros locais foram o comerciante Cícero Ferreira da Silva, Balbina de Almeida Oliveira (Dona Nenen) que doou terras para o município, incluindo o terreno onde foi erguida a primeira capela do lugarejo, além de João Alves de Oliveira, Raimundo Gonçalves de Almeida, Abdon Alves de Lima, João Paes de Lima e Antônio Henrique Cardins.

O distrito foi criado pela lei estadual nº 1953, de 17-6-1959, subordinado ao município Soledade. A emancipação política ocorreu pela lei estadual nº 3049, de 12-06-1963. A instalação do município deu-se em 02-08-1963.

Geografia

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005 . Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

O relevo do município apresenta cotas que variam entre 270 metros à 600 metros. A vegetação é a caatinga sertão .

Bom Sucesso está inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Piranhas, região do Médio Piranhas e tem como principais tributários são os riachos Luciano, Umburana, Santo Antônio, Taboleiro Comprido e do Gitio, todos de regime de escoamento intermitente.